Conceito de Bem e do Mal, in game

Olá Olá para todos, Não sei se esse treco vai ser visitado por "desconhecidos", então irei me apresentar, Al muito prazer pessoas ou seres que usam internet, também conhecido como Alan, Joker, Fernando e Fernadinho vi... tá esse último não conta.

Para começar vamos abordar um assunto muito interessante, Bem e o Mal.
Bem muitos dos cenários de rpg tem ponto de vista muito ying-yang, agora os jogadores dificilmente seguem essa linha.

Raramente alguém que vi jogando disse: "EU VOU SER BOM", já ouvir muito "Hum, serei mal dessa vez", mas pessoas perdem pouco das noções, em D&D aquele treco de tendência, então pra ficar mais fácil darei ele como exemplo primeiro. são duas parte, primeira é quanto "bom das ideias" seu personagem é, o segundo quanto bom ou mal personagem é. Muita gente vai lá e coloca Caótico Bondoso, e acha que por causa disso personagem não vai se importar, ai está um erro grave, porque esse termo bondoso é o pé da letra do modo de vista politicamente correto, inocente morrendo não é algo que se engula, ser caótico bondoso significa não temer a "lei" pra poder fazer atos de bondade, exemplos bons são:
1-Roubar dos ricos para dar pobres.
2-Desafiar o ditador fdp.
3-Destruir algo em nome da justiça.
4-Matar arruaceiros/badoleiros/pé-rapados para salvar alguém.
5-Descer sarrova no vilão não importa quem ele seja, até pode ser MÃE DO PERSONAGEM.

Resumindo, ser bom envolve monte de factores e frescura que jogadores e mestres costumam esquecer muito, ou distorcem a palavra.

Agora vamos falar do MAL , sim mal em negrito, vamos falar sobre mal, porém vamos falar dele em modo não muito comum, quando personagem é mal, muitos tão acostumado a "encarnar" o mal quando jogam vampiros, porém a excepções, vamos mencionar o fato de quando um jogador em d&d quer ser mal, como o bom em d&d se refere a valores politicamente correctos, o mal é a mesma forma. Só que jogadores esquecem isso e querem abusar da maldade do personagem fazendo ele um retardado que só sabe matar e rir toda hora como se tivessem contado uma piada. Mas não é bem assim, ser mal não é matar todo mundo, não ter amigos e ficar soltando gargalhadas, isso é ser tosco. Maldade é diferente, não precisa matar toda hora e todo mundo, não precisar dizer por ai "Eu sou mal, por isso eu ando só" e rir sempre que luta. Alguns exemplos de maldade.

1-Manipule, isso mesmo, não precisa se outros jogadores, pode ser os npcs, pode ser quem for, manipule
2-Minta,omita, resumindo aproveite até mesmo quando ele não exista e nem precise, porque? porque isso é ser mal
3-Torture, nada de chegar cortar cabeça de todo mundo em ir embora, não precisa ser uma tortura física, pode ser mental, o que importa é torturar de algum modo.

Diferente de bondade, poucos exemplos estão ótimos, porém a outro detalhe fundamental como eu havia mencionado quando disse de não ter amigos, só porque uma pessoa é má, não signifique ela não tenha sentimentos, então seu personagem é mesma coisa, tenha pessoas próximas a você, sabe aquele ditado "Me diga com quem tu andas, que digo quem tu és" é isso a moral, personagem tem que andar com gente do estilo dele, não com paladino de roupa azul e branco que grita EM NOME DA JUSTIÇA e druida que vira urso rosa quer abraçar todo mundo, qual é usem o bom senso.

Bom já falei bastante, perai tá achando isso só serve pra D&D? BBAAAAHHHH errado, nada disso só porque na sua ficha não tá escrito BONDOSO ou MALIGNO, signifique seu personagem não pode ser nenhum desses ou que você tem o direito de mudar de ideia toda hora, por favor usem o bom senso, não se prendam tanto as fichas, usem mais o bom senso relação personagem, personagem tem vida e personalidade, então crie, usei e seguia a linha de raciocinio, porque ninguém gostaria de ver do nada Darth Vader abraçar o Lucky e Leia do nada e nem que Frodo usasse o anel pra conquistar terra média.
Conceito de Bem e do Mal, in game Conceito de Bem e do Mal, in game Reviewed by Al on 30.1.09 Rating: 5

Nenhum comentário