Histórias do metro - Pânico Subterraneo

(OMG!)

Olá viajantes! Bem vindos a nosso castelo! Hoje vou contar uma história sobre o expresso subterraneo que até passou na televisão. Alguem lembra de um dia em março onde o metro pegou fogo na sé? Pois é, claro que eu NÃO estava la. Ora! Querem me matar?

Nesse belo dia passamos por alguns apuros dignos de uma canção heroica, que tal atentarmos a história?



Metro é Fogo


Quem nunca passou por algum problema no metro? Quem nunca teve que descer porque o vagão deu xabu? Por isso posso afirmar: O metro é fogo!

Metro é fogo, as vezes literalmente, lembro de um dia em que um vagão na linha azul estação sé pegou fogo por pane na rede elétrica, foi só um foguinho, mas causou grande desespero e filas, como diria Caetano Veloso, "exarcebantes".

Nesse dia, eu e le-sama, tivemos experiências singulares, algumas revoltantes, outras dolorosas e outras engraçadas.

Para começar durante minha viagem pela linha vermelha, pelo excesso de tempo de paradas, o vagão novamente se tornou um inferno (quente e lotado, recheado de odio e uma pitada de rancor humano).

Para quem não sabe, no metrro existem diversas espécies singulares, nesse dia encontrei com uma bem conhecida de todos. Bem no meio do vagão, no corredor, existiam dois seres da espécie homo-equinos (não confundam com um centauro, pois os mesmos não são tão violentos).

(Centauros são bacanas, diferente de alguns cavalos no metro...)

O primeiro, mais baixo (todo baixinho é folgado), reclamou que o maior estava obstruindo um espaço livre e o homo-equinos alto gentilmente disse que ele estava falando asneiras (estou sendo gentil nas palavras, pois crianças podem ler isso), se calaram por um tempo, mas a briga piorou quando o baixinho novamente lançou uma frase ameaçadora: "Tem como parar de se apoiar em mim?", Claro que a discussão continuou, com mais trocas de gentilezas, empurrões e cotoveladas (ainda bem que o porte de machados é proibido).

A situação parecia tensa até que as frases começaram a distorcer o tom da discussão para algo mais comico. Um exemplo foi quando todo mundo deu risada com frases no estilo: "meu cotovelo ta na sua costela, mas tem três pessoas roçando atrás de mim" ou "você queria o que eu ficasse em cima de você?". Claro que o povo não se aguentou, até o momento que um cidadão mais sensato (estraga prazeres) resolve fazer os dois se calarem. Fiquei imaginando se todas as brigas fossem assim, o mundo ia parecer um filme do Jim Carrey.

Foi hilária a viagem mas infelizmente na estação Brás eles desceram e mais monstros entraram.

Foi então que aconteceu. Uma frase disparada por uma mulher chamou a atenção de todos após aquele clima tenso pós-esmagamento: "você ta quebrando minha perna o jumento!". Como imaginam não teve um que não riu, o tom dela foi muito engraçado, parecia aqueles personagens nordestinos do zorra-total (claro que sem as piadas repetidas) e o jumento nada disse (ou relinchou).

Após esse martírio tragicomico. finalmente desci no Anhangabaú. Posteriormente vim, a saber, de outros relatos, dentre eles destaco dois semelhantes, um no mesmo dia e outro em outro momento.

A primeira foi no vagão em que minha namorada estava antes de chegar a sé, onde um cara passou mal e apertou o botão para abrir a porta. Quando ele saiu o povo que estava dentro que estava compactado se descompactou, pois abriram tambem a porta para o fosso do outro lado, fazendo com que varias pessoas voltassem para a estação a força e outras quase caissem no nada.

Ao meu ver parecia que o metro vomitava após comer demais. Sem falar que a amiga de minha namorada que estava no vagão de trás foi prensada contra a grade de contenção, desmaiou, apareceu desmaiada no SPTV e de quebra chegou atrasada na faculdade. Difícil né gente. Pior que isso é só perder a copa do mundo (malditos holandeses).

De acordo com o relato dela, fiquei imaginando aquelas cenas de filmes japoneses onde mostros gigantes destroem a cidade e a população entra em um estado absorto em pânico. Imaginem voces dentro do metro quase caindo nos trilhos da parte oposta do tunel, uma gritaria só.

(Cair no buraco do metro da tanto panico quanto um bicho desse...)

Outro relato, ja em outro dia aconteceu durante outra pane ou sei la o que no metro (invasão de aliens?). O que importa é que a justiça foi feita.

Vocês já sentiram o peso da justiça alguma vez? Já sentiram o que a constituição, a lei pode fazer? Pois um homem sentiu.

O infrator da vez tentou se aproveitar do aperto para passar seus dedos sórdidos na nadega esquerda de uma estudante de direito (safadinho...). Assim como na história do safadinho do onibus que quase levou uma azeitona no cerebro, nossa vitima tambem tinha uma carta na manga

Logo essa atitude sordida foi rechaçada com uma seqüência de golpes com um daqueles livros de direito que mais parecem um bloco de construção. A plebe dentro do vagão ficou ensandecida. Abriu-se uma roda onde não tinha espaço, só para ver o ser apanhar sendo chamado de safado pela menina. Não contente com isso ela ainda amaldiçoava todas as gerações da familia do mesmo. O mais engraçado é que os outros ocupantes do metro expulsaram o cara na próxima estação e ainda disseram "safado! Se aproveitando de uma menina indefesa!". Muito indefesa ela, tão indefesa quanto o Rambo...
(Levar um desses na cabeça deve doer...)

Tenho a absoluta certeza que alem de não mais abusar de alguma garota "indefesa" o meliante nunca mais vai se aproximar de um advogado, o que me desculpem se parecer ofensivo, não é algo tão ruim assim.

Acho que já chega por hoje, esse foi um dia emocionante, panico subterraneo é sempre algo emocionante, mas no mal sentido.

Fica ai o conselho: A justiça é cega... Mas bate forte... Ninguém escapa da mão (ou do livro) da justiça...
Histórias do metro - Pânico Subterraneo Histórias do metro - Pânico Subterraneo Reviewed by Vileblade on 2.7.10 Rating: 5

6 comentários

  1. Eu de vez em qdo pego o metro....

    pq ñ tenho histórias pra conta(inveja mod ON).

    Ja aconteceu de metro quebrar e td mundo descer na estação, mas isso ta virando rotina, já....XC

    ResponderExcluir
  2. rapaz...que história da estudante de direito...

    ainda bem que pego metro uma vez ou nunca e concordo com o Shadow sobre o comentário feito que esta virando rotina ter problemas técnicos no metro.

    ResponderExcluir
  3. Eu pego o metro constantemente o metro, mas nunca acontece nada de legal tbm ...

    ResponderExcluir
  4. Legal????
    Vc axam legal quase cair nos trilhos do metro São Bento, graças a Deus eu tava do lado oposto do vagão pra plataforma, mas os gritos foram de assustar.
    Espero numca mais passar por isso =/

    ResponderExcluir
  5. Eu imagino o que vai acontecer quando a tal linha Amarela for inaugurada, teremos mais pessoas/seres/animais/etc vindos da região do Butantã, Tabõao da Serra, gente que só pegava onibus e agora virão ao centro de metro, fazendo baldeação na Republica ou na Luz. Com certeza muitas outras histórias estão para acontecer.

    PMC

    ResponderExcluir
  6. MEU DEUS NÃOOOOOOOOOOOOOOOOO
    Essa linha vai ser de verdade o expresso inferno e nem vai p acalmar no paraiso. \o/

    ResponderExcluir