PAPO DE BARDO: Internet+Falsidade ideologica-Biometria = Sindrome de Homem-Aranha?

Boa noite a todos neste castelo e um grande viva! De volta à taverna finalmente!

Fiquei sem inspiração ultimamente mas finalmente voltei a atividade, afinal eu amo este castelo, pois um castelo sem um bardo é um castelo muito triste, hoje vamos praticar um pouco nosso lado critico com a seguinte pergunta:
AsukaCh - "Alter ego" do SiriosCh?


 Será que você é você mesmo?
Hoje me fiz essa pergunta. Muitas podem achar ela um tanto absurda, mas depois de lerem até certo ponto desse artigo conseguirão me entender. Antes de entenderem o porquê dessa pergunta devem entender o que me levou a ela. Que fique claro que isso não é um artigo de informática, mas sim de sociologia.
Graças à orientação (por sinal impecável) de uma professora minha da faculdade resolvi mudar meu tema de TCC para o curso de informática para o assunto de Biometria, vejamos sua descrição pelo pai dos burros:
“Biometria [bio (vida) + metria (medida)] é o estudo estatístico das características físicas ou comportamentais dos seres vivos. Recentemente este termo também foi associado à medida de características físicas ou comportamentais das pessoas como forma de identificá-las unicamente. Hoje a biometria é usada na identificação criminal, controle de acesso, etc. Os sistemas chamados biométricos podem basear o seu funcionamento em características de diversas partes do corpo humano, por exemplo: os olhos, a palma da mão, as digitais do dedo, a retina ou íris dos olhos. A premissa em que se fundamentam é a de que cada indivíduo é único e possuí características físicas e de comportamento (a voz, a maneira de andar, etc.) distintas.(...)
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Biometria: O melhor jeito de achar impostores)
Pesquisando a fundo o tema e o porquê da identificação, podemos perceber que é um método importante para que saibamos que uma pessoa realmente é ela mesma sem a necessidade de perguntas ou analisar a cara do individuo, pois existe a possibilidade de outra se passar por ela, ou mesmo de ela fingir não ser ela mesma. Mas e daí? Calma que já estou chegando lá...
Um dia conversando com uma prima minha enquanto ela usava o Orkut e o MSN (porque eu quase não uso ambos) percebi que em ambos ela não possuía um traço sequer dela mesma, ou seja, fingia ser uma pessoa totalmente diferente, usava até uma foto de outra pessoa para se apresentar, e para completar, a grande maioria das pessoas com quem falava fazia o mesmo, no caso fazia isso mais para flertar ou tirar uma com a cara da pessoa.
Agora chegando ao ponto onde queria: Andei pensando muito nesse fato de a tecnologia e o mercado precisar de meios para dizer quem somos e se realmente somos nós, até porque nenhuma empresa quer um funcionário fantasma ou dois irmãos se revezando para assinar o ponto um do outro no trabalho. Mas a verdadeira questão desse artigo é refletir sobre a internet como um meio de expressarmos algo latente no nosso subconsciente, quem realmente gostaríamos de ser.
Hoje vejo as pessoas usando a internet para melhorar sua auto-estima. Pensem comigo, quem joga um jogo on-line e fica dias jogando sem parar para aparecer entre os jogadores top simplesmente quer reconhecimento pelos seus feitos, ou quer poder para mostrar que é melhor que os outros jogadores, ou outro motivo qualquer, mas ele quer mostrar que ele realmente é bom, sem expor as fragilidades de sua presença física, usando um avatar, o conhecido boneco do game, vejamos a descrição enxuta do pai dos burros do avatar:
Avatar vem do sânscrito Aval, que significa "Aquele que descende de Deus", ou simplesmente "Encarnação". Qualquer espírito que ocupe um corpo de carne, representando assim uma manifestação divina na Terra.(...)
(...)Um avatar é uma forma encarnada de um Ser Supremo, e tais incontáveis formas divinas residem em um plano espiritual.
Quando essa forma despersonalizada de Deus transcende daquela dimensão elevada para o plano material do mundo, Ele - ou Ela - é conhecido então como a encarnação ou Avatara.(...)
Essa palavra Avatar se tornou popular entre os meios de comunicação e informática devido às figuras que são criadas à imagem e semelhança do usuário, permitindo sua "personalização" no interior das máquinas e telas de computador. Tal criação assemelha-se a um avatar por ser uma transcendência da imagem da pessoa, que ganha um corpo virtual, desde os anos 80, quando o nome foi usado pela primeira vez em um jogo de computador.(...)
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Posso descrever a mesma coisa para o caso de homens e mulheres que se passam por outras pessoas pela internet. Elas arranjaram esse como um meio de extravasar algo que existe dentro de si, mas ainda não teve forças para sair durante a convivência física da pessoa. Eu penso em chamar isso em síndrome de Homem-Aranha. Não, ninguém vai subir as paredes. Vejamos o psicológico do Homem-Aranha:
Ele é o típico nerd derrotado estereotipado nos filmes que está quase extinto hoje em dia, mas quando veste a mascara de homem aranha (ou seja se personifica em um avatar, mas em corpo). Quando o Homem-Aranha toma conta da situação, Peter Parker extravasa o que ele tem de melhor, mas talvez por medo, jamais mostrou. Ele demonstra seu lado sarcástico e piadista mesmo em frente ao perigo, seu lado sensual que conquista mulheres como gata negra, Mary Jane e aquela loirinha de óculos gente fina que nunca lembro o nome (me xinguem nos comentários mas foi boa a piada...).
(O aranha é mais complexado do que imagina, ignorem os filmes, la ele é emo)
Assim podemos dizer que quando a pessoa usa um perfil totalmente diferente do seu via internet, seja só para brincar com os outros ou para efetivamente flertar, ela simplesmente esta extravasando o que ela já possui, mas fica bloqueado no dia a dia. Por isso não devemos martirizar essas pessoas, devemos entendê-las e se possível auxiliá-las a encontrar a válvula de escape para essa ramificação de sua personalidade.
Tive um amigo, que infelizmente perdi o contato, que possuía essa característica, mas após um tempo de convivência ele encontrou de alguma forma um meio liberar essa característica de alter-ego que possuía. Isso não quer dizer que deixou de fazê-lo imediatamente. No caso dele foi que passou a entender que não precisava do alter-ego para ser uma pessoa capaz de interessar uma mulher, pois se era capaz de galantear uma mulher via internet e ressaltar pontos fortes que sequer possuía, porque não fazê-lo com os pontos fortes que já possuía?
Vou mostrar agora um exemplo um tanto estranho, mas perfeito, de como é possível uma pessoa ficar dividida do jeito que descrevemos acima. Existe um anime que é a adaptação de um jogo de futebol famoso chamado super onze que passa na rede TV as 18:30 (inazuma eleven lá na terra do Jaspion) que possui um personagem semelhante, chamado de Fubuki. Este personagem ganhou o titulo de atacante lendário do futebol, com apenas 12 anos, sua característica é de possuir uma postura passiva, muito forte na defesa e de ficar completamente agressivo e literalmente fominha no ataque (e com um olhar amarelo demoníaco...).
(Dupla personalidade: Problemas de aceitação em dobro...)
Depois de alguns episódios percebemos que ele sofre de dupla personalidade. A parte que realmente é ele, Chiro Fubuki o zagueiro alterna com a parte ofensiva e atacante estrela, Atsuya Fubuki, que é na verdade a personalidade e a habilidade em si de seu falecido irmão. Ele passa a sofrer com isso após a morte em um acidente de carro de seu irmão gêmeo e de seus pais. Com isso ele sente que tem o dever de defender e fazer todos os gols do time em que joga, o que não é nada saudável mental e fisicamente, até o ponto em que ele se vê dividindo sendo bom em ambos, mas não sendo o melhor. Isso se resolve quando ele percebe que a personalidade absorvida do irmão na verdade é dele mesmo, daí com as habilidades de ambas as personalidades ele se torna o meio campo principal do time.
Eu mesmo não conseguia confessar meus sentimentos se não fosse através de poemas ou via internet, mas após certo tempo percebi que não era difícil fazê-lo, meu lado emocional e meu lado sedutor se uniram a minha personalidade já aflorada sem mudar minha pessoa ou gerar conflitos, afinal o Vileblade do MSN era o mesmo Vileblade da vida real.
Antes de terminarmos tenho uma afirmação e uma proposta:
Afirmação: Nem todo mundo que faz o que falei ai em cima sofre desse problema cada caso é um caso, se você se identificou a descrição do texto, não se envergonhe, mas sim se orgulhe, você sabe que pode só falta um passo, seja adepto de minha proposta.
Proposta: Que tal fundirmos nossas personalidades duplas em uma única muito mais forte assim como o Fubuki acima. Pense só você unir o altruísmo e personalidade justa de raciocínio rápido de seu personagem de Warcraft, a parte galanteadora de suas conversas via MSN e a capacidade de fazer amizade com todos e desenvoltura na hora de conversar de seu facebook ou twitter. Isso fará de você alguém muito mais completo e muito mais solido.
Boa sorte! e viva a sociologia...
PAPO DE BARDO: Internet+Falsidade ideologica-Biometria = Sindrome de Homem-Aranha? PAPO DE BARDO: Internet+Falsidade ideologica-Biometria = Sindrome de Homem-Aranha? Reviewed by Vileblade on 17.8.10 Rating: 5

3 comentários

  1. Veio nós que jogamos RPG já tyemos muitas personalidades, principlamnet o Joker, somos assinm por natureza, tanto que usamos nick's para podermos ser diferentes...

    SiriosCh = Carlos
    Vileblade = Wellington
    Shadow = Ivan
    Tuia = Felipe
    Joker = Alan
    etc ....
    fazemos para ser unicos, até "atuamos" para ser diferente echamar um pouco de atenção ... não?

    ResponderExcluir
  2. O caso é todos aprendemos a usar o que temos de melhor nos personagens. Eu uso muito da labia e da sagacidade e raciocinio rapido do bardo vileblade, enquanto a grande maioria dos personagens que vi em RPGs com voce sirios foram audaciosos e corajosos e nunca se deixaram abater, apesar de serem cabeças duras feito pedra, assim como voce para passar no vendramel sem aquele ponto santo do trabalho hehe

    ResponderExcluir
  3. PS: todos os personagens do tuia são malucos feito ele... mas hilarios... feito ele tambem ehehhehe

    ResponderExcluir