[PRIDE OF UNDERGROUND] - Perfect Blue (Satoshi Kon)


Uma coisa que vale a pena dizer antes de começarmos o post é o nome do filme; Perfect Blue se encaixa tanto no padrão de 'Azul Perfeito' como de 'Tristeza Perfeita' ou 'Melancolia Perfeita'
A muito tempo atrás quando vi esse filme pela primeira vez, não consegui tira-lo da cabeça durante 2 semanas. Não só pela história como também dos acontecimentos.
Esse post não é só uma resenha, mas também uma homenagem ao diretor, produtor e escritor de animações japonesas Satoshi Kon, falecido em agosto desse ano.


Pefect blue é uma animação de 1997 inspirada no livro homônimo do escritor Yoshikazu Takeuchi (que não consegui achar nada para ler até o momento) e narra a história de uma cantora de um grupo de J-POP chamado CHAM!.
 Nos jornais é lançado um anuncio de que uma das integrantes do CHAM, Mima Kirigoe irá abandonar o grupo em um show de despedida. O filme inicia com essa noticia e esse show, com os fãs da banda e uma pessoa sinistra no meio da platéia observando a Mima como se fosse um objeto precioso, o show da continuidade mas é perturbado por vândalos. Após uma briga entre o cara estranho e os vândalos o show prossegue normalmente e, finalizado, Mima está fora da banda.
A questão é, ela largou seu grupo para fazer o que? Filmes. Mesmo não tendo experiência nesse assunto ela quer ser uma atriz e mesmo que sua empresária, Rumi, não aceite muito essa idéia, ela apóia Mima em sua nova jornada pois, vai que dá certo.
Como parte principal da mudança, Mima compra um computador pra se atualizar das coisas ao redor da saida dela do grupo como também escrever em seu blog (Casa da Mima) sobre seu estado atual e sua época de transição.
Algumas coisas estranhas parecem acontecer ao redor de Mima, mas não é nada.
Ela consegue seu primeiro papel de alguns segundos com apenas uma fala (Quem é você?) em uma série super-famosa japones (drama policial). Depois de muito nervosismo, quando ela finalmente irá falar uma bomba explode! Uma carta bom foi enviada para Mima mas foi aberta por um de seus empresários.
Após isso ela volta a antiga gravadora dela e vê como estão suas antigas colegas de banda e vê que elas estão seguindo extremamente bem, contraram uma nova pessoa para subtitui-la e já estão nos charts (paradas de sucesso), com uma facilidade doentia, coisa que quando Mima fazia parte do grupo era raro de acontecer. Junto a isso, temos o fato de que a saida dela do grupo mexeu com certa parte da população, pelo fato de ser um grupo pop quase todos conhecem. Os fãs a odeiam, as pessoas indiferentes a desprezam. Como pode se largar uma carreira já certa e que não era de todo mal para fazer algo que não se sabe e decadentemente?
Enfim, somos seguidos agora por três fatores bizarros que formam o ápice do filme:
1 - O blog que ela mesma criou ela não escreve, tudo aquilo que ela faz no dia é escrito no blog. Tudo que ela sente é transcrito no blog, mas escrito por outra pessoa. Alguém a está observando ou ela tem dupla personalidade?
2 - Todas as pessoas que um diz fizeram mal a ela, olharam torto ou falaram mal dela estão morrendo gradativamente de forma cruel por uma pessoa muito parecida com a Mika. Outra pessoa ou dupla personalidade?
3 - Ela consegue com muito esforço um papel importante em carreira, uma continuação da série que ela tinha feito uma ponta anteriormente. Ela interpretará uma stripper em uma casa noturna que com sua dança e seu corpo acaba liberando a testosterona dos homens a um nível acima do absurdo e ela seria estuprada, assim iniciaria a série (como muitos episódios de series similares que já vimos). A questão é que, para a obra ser perfeita, é necessário realismo. Então a cena se torna real no set de filmagem e ninguém faz NADA.
Os fatores não acontecem exatamente nessa ordem, mas se eu o dissesse em que ordem, estragaria o filme.
A cada instante o filme vai ficando mais profundo, revelador e , de certa forma, macabro. Mostrando assim cada detalhe e mostrando que nem tudo é um absurdo mas não deixa de ser macabro e doentio.Esse filme é, na minha opinião, um dos melhores do Satoshi Kon, mesmo que Paprika ou Millenium Actress ou Tokyo Godathers são igualmente fodas, mas esse foi o primeiro que vi e o único que tem um impacto psicológico tão intenso e tão agressivo.
Ainda que ele seja bem compreensivel o filme, no final tudo começa a fazer sentido, é necessário prestar atenção nos nuances dele para compreender a obra o surrealismo que é inserido constantemente no filme como o Doppelganger ora presencial ora fantasma de Mima correndo pelo metro ou pulando os prédios.
Não há muito o que comentar, e sim ao que ver.

Nota Pessoal: 10

Ps: não, a nota não é exagero. Para mim não é.
[PRIDE OF UNDERGROUND] - Perfect Blue (Satoshi Kon) [PRIDE OF UNDERGROUND] - Perfect Blue (Satoshi Kon) Reviewed by MISS. Sargleben! on 5.10.10 Rating: 5

Um comentário