2011 chegou junto com novas tecnologias moveis

Primeiro post do Ano, é pessoal todos sabemos que sai ano, entra ano e as tecnologias moveis estão evoluindo cada vez mais, por isso fui atraz de algo para estreiar esta coluna nesse novo Ano então achei este artigo da e-Thesis onde  mostra as 10 tecnologias moveis para genet acompanhar de perto ...


O Gartner identificou 10 tecnologias móveis que vão evoluir significativamente até 2011 e terão impacto sobre estratégias de curto prazo nos segmentos móveis e nas políticas das corporações. A empresa de pesquisa disse que os investimentos em aplicações e tecnologias móveis irão aumentar até 2011, quando as organizações emergirão da recessão e devem aumentar os aportes financeiros em business-to-employee (B2E) e business-to-consumer (B2C) no segmento móvel.


"Destacamos 10 tecnologias móveis que devem estar na tela do radar de cada organização", disse Nick Jones, vice-presidente do Gartner. "Essas tecnologias móveis foram escolhidas porque evoluirão de modo a afetar as estratégias das empresas, seja porque um número significativo de clientes ou funcionários irá aprová-los ou espera por eles, ou porque é preciso abordar os desafios de mobilidade que as organizações terão de enfrentar até 2011."

As 10 tecnologias móveis para de acompanhar em 2010 e 2011


1. Bluetooth (Versões 3 e 4)


Duas novas versões de Bluetooth surgirão em 2011: Bluetooth 3 introduzirá 802,11 para transmissão mais rápida de dados e Bluetooth 4 irá introduzir uma nova energia de baixo consumo, de modo a permitir a comunicação com periféricos externos e sensores. Ambas as versões incluem outras melhorias técnicas para melhorar a vida da bateria e de segurança.

O Gartner acredita que o Bluetooth 3 facilitará o ambiente corporativo e funções exigidas pelos consumidores high end de banda larga (por exemplo, baixar imagens e vídeos em telefones celulares).

Bluetooth LE permitirá uma série de novos modelos de negócios para sensores, baseados em indústrias como a de fitness, saúde e controle ambiental e será usado pelo aparelho e periféricos de PCs para habilitar novas funções, tais como bloqueio automático de PCs, quando os usuários estão longe deles.

2. Mobile Web


Em 2011, mais de 85% dos aparelhos enviados em âmbito mundial irão incluir algum tipo de navegador. Em mercados maduros, como Europa Ocidental e Japão, cerca de 60% dos aparelhos enviados serão smartphones com capacidade de navegação sofisticada e de processar sites convencionais em HTML, de alguma maneira.

O crescimento de smartphones com telas relativamente grandes e alta resolução vai incentivar o cesso a um maior número de pessoas a sites convencionais em dispositivos móveis, e tornará possível a realização de algumas aplicações B2C usando ferramentas convencionais Web sem adaptação. Em mercados maduros, a internet móvel, juntamente com as ferramentas de adaptação associadas à web, será uma tecnologia de ponta para aplicações B2C móvel até 2012, e deve ser parte do portfólio de qualquer organização de tecnologia B2C.

3. Mobile Widgets
Os widgets são aplicativos instaláveis via web que utilizam tecnologias como JavaScript e HTML. Muitos aparelhos de apoio aos widgets correrão nas telas das residências, onde eles são facilmente visíveis e acessíveis.

Apesar da falta de normas, os widgets fornecem uma maneira conveniente para entregar de maneira simples, aplicações ligadas sobretudo a atualizações de dados em tempo real (como previsões meteorológicas, notificações por e-mail de marketing, blogs e feeds de informação).

Porque widgets compreendem bem a exploração de ferramentas e tecnologias, eles têm facilidade com as barreiras de entrada no complexo de aplicações nativas e, portanto, podem ser um bom primeiro passo para se avaliar a demanda para uma aplicação em uma plataforma específica antes de iniciar o desenvolvimento nativo, mais caro.

4. Plataformas independentes de  Mobile Ad Tools

A plataforma móvel irá tornar-se mais diversificada com 2012, embora a consolidação não tenha começado e, em alguns mercados, cinco ou mais plataformas podem ter presença significativa.

Portanto, as ferramentas que podem reduzir a carga de entrega de aplicativos instaláveis para várias plataformas será muito atraente. Plataformas de desenvolvimento de aplicativos independentes (AD) são ferramentas onde não é possível entregar uma "Write Once, Run Anywhere" equivalente ao código nativo; contudo, podem reduzir significativamente o custo de entrega e de suporte a aplicações multiplataforma, que proporcionam uma experiência mais sofisticada do que a web móvel e operam com cobertura de sinal exterior.

5. App Stores


As lojas App serão a principal (e, em alguns casos, a única) forma de distribuir aplicativos para smartphones e outros dispositivos móveis. Estas lojas também oferecem uma gama de funções de apoio às empresas, tais como o processamento de pagamentos, que ajudam as organizações de menor dimensão.

O Gartner acredita que as lojas app irão desempenhar vários papéis numa organização, nas estratégias de B2C e B2E. Elas serão um canal de distribuição para aplicações móveis e um canal comercial para venda de aplicativos e conteúdo (especialmente em mercados internacionais), e fornecerão novas opções de aplicação de sourcing.

Muitos aplicativos exploram serviços de cloud do ecossistema.

6. Enhanced Location Awareness


Até o final de 2011, mais de 75% dos dispositivos entregues nos mercados maduros incluirão um GPSO GPS será o principal, mas não o único, meio de estabelecer a localização celular.

Wi-Fi e sistemas de ID celular continuarão importantes em situações onde o GPS não está disponível ou não é confiável. A popularidade dos aparelhos de localização permitirá ampla gama de  localização B2E a aplicações sensíveis em B2C; e servirá como base para aplicações contextuais mais sofisticadas no futuro.

No entanto, as organizações devem ser sensíveis às normas de privacidade locais, garantir que os aplicativos que expõem localização são "opt in", e permanecerem em alerta para novos riscos e preocupações que serão levantadas pela consciência local.

7. Celular de banda larga


Durante 2010 e 2011, a disponibilidade de desempenho de banda larga sem fio em multimegabit continuará a crescer à medida que as redes móveis de banda larga melhorem seu desempenho.

A melhoria contínua do desempenho de banda larga sem fio irá aumentar o leque de aplicações que já não necessitam de rede fixa, celular e banda larga fazer um retorno mais eficaz quando as conexões fixas falharem. Rede celular embutida se tornará um recurso padrão de muitos laptops corporativos, e permitirá que novos tipos de dispositivos sejam conectados à rede e novos modelos de negócios sejam criados, tais como e-books e media players.

8. Touchscreens


As telas sensíveis ao toque surgem como a interface do usuário dominante para aparelhos com tela grande, e serão incluídas em mais de 60|% dos aparelhos móveis lançados na Europa Ocidental e América do Norte em 2011.

Dispositivos com telas ‘touch' também farão uso crescente de técnicas como ‘alças' para melhorar a experiência do usuário. Organizações de desenvolvimento de aplicações nativas no aparelho podem precisar para explorar interfaces simples e multitouch e alças para oferecer ao usuário uma experiência atraente e competitiva.

9. M2M


Muitos fornecedores de serviços de rede aumentaram seu compromisso em máquina para máquina (M2M), em 2009; portanto, um bom leque de opções de serviços, tanto nacionais como multinacionais de M2M, estará disponível em mercados maduros, durante 2010 e 2011.

Embora o mercado M2M seja muito fragmentado, ele cresce a de 30% ao ano.

Módulos M2M de baixo custo permitirão ampla gama de novos dispositivos de rede e modelos de negócios. As aplicações principais incluem redes inteligentes, leitura de medidores, segurança/vigilância, sistemas automotivos, máquinas de venda e ponto de venda, monitoramento remoto e controle e rastreamento.

10. Device-Independent Security


Isto não é estritamente uma tecnologia única, mas se refere a um conjunto de tecnologias de segurança, de aplicação e das opções de sourcing que permitem a oferta de aplicações que são seguras, mas menos fortemente ligadas a dispositivos e plataformas específicos, e que, em muitos casos, não necessitam de ferramentas de segurança para serem instalados no cliente.

O conceito inclui arquiteturas thin-client; aplicações como um serviço, de forma independente de plataforma de controle de acesso à rede (NAC); personalidade portátil, virtualização, segurança e serviços hospedados, como detecção de vírus na nuvem.

Ferramentas independentes de dispositivos não podem prestar o rigor de segurança totalmente instalado, mas uma mistura de várias dessas ferramentas pode permitir que os CIOs entreguem aplicações que possam funcionar numa ampla gama de dispositivos e, ao mesmo tempo, reduzir os riscos de segurança.


2011 chegou junto com novas tecnologias moveis 2011 chegou junto com novas tecnologias moveis Reviewed by SiriosCh on 3.1.11 Rating: 5

Nenhum comentário