Sai De Cena Um Monstro Da Informatica




Qualquer nerd que se preze, principalmente aqueles que trabalham na informática, algum dia ouviu falar de Steve Jobs, o Todo Poderoso fundador da Apple.

Jobs, anunciou nesta quarta feira (24/08/2011) que está deixando o cargo de CEO da Apple, cargo este que passara a ser ocupado pelo mais que experiente Tim Cook, que já era vice presidente operacional da empresa.

Jobs revelou sua saída através de uma carta assinada, apesar de não serem divulgadas suas razões, provavelmente teve que abandonar o cargo devido aos seus problemas de saúde, já que ano passado operou de um câncer no pâncreas e desde então já retirou duas licenças medicas devido à constante luta contra este câncer, sendo que já estava afastado desde o dia 17 de janeiro deste ano.

Jobs, 56 anos, fundador da empresa e que voltou para comandar a Apple em 1997 após ter deixado a companhia em 1985, se submeteu a uma cirurgia para retirada de tumor maligno no pâncreas em agosto de 2004. No primeiro semestre de 2009 e em janeiro de 2011, o empresário tirou licenças médicas para cuidar da saúde. Em ambas as ocasiões, Cook ficou no comando da empresa criadora do iPhone e do iPad, mostrando assim que o novo CEO não possui somente competência, como possui experiência no cargo também.











O impacto disto é realmente estrondoso, já que sai temporariamente de cena um dos maiores, se não o maior, gênio da tecnologia para negócios. Só para entenderem o que significa isto, durante a leitura da carta, todas as ações da Apple no MUNDO pararam de ser negociadas. Alem disso, no final do dia, as ações da mesma despencaram 5,2% devido a incerteza com a saída deste gênio.

Este fato me entristece muito, pois apesar de não ser nenhum fã-consumidor da Apple (essa vai para o shadow), ainda assim sempre admirei a grande visão dos dois maiores rivais da tecnologia (Microsoft com Bill Gates e Apple com Steve Jobs), após assistir ao filme Piratas do Vale do Silício.

Assim, chega ao fim uma era de comando onde a Apple, graças a Jobs, saiu de uma situação de falência iminente, para empresa com maior valor em capital no mundo.

Muitos amigos e companheiros de trabalho de Jobs deram suas opiniões sobre o acontecimento, como Art Levinson, membro do conselho maior da Apple que disse "A extraordinária visão e liderança de Steve salvou a Apple e a guiou para sua posição de empresa de tecnologia mais inovadora e valiosa do mundo". Levinson também comentou sobre o novo CEO: "O conselho tem total confiança de que Tim é a pessoa certa para ser nosso próximo CEO", acrescentou Levinson.

Jobs ajudou a fundar a Apple em 1976 sendo um dos responsáveis pelo lançamento de produtos como Apple II e o Macintosh, que ajudaram a redefinir o conceito de computador pessoal. Polemicas também foram protagonizadas por este monstro, como o caso Xerox e a rivalidade com a Microsoft

Após uma série de decisões precipitadas Jobs perdeu o comando da empresa deixando a companhia em 1985.

Uma das coisas que mais me impressionaram e que eu não sabia até o dia de hoje foi que durante o período em que esteve afastado da Apple, ele comprou a pouco lucrativa divisão de animação da Lucasarts e a transformou em uma nova companhia, batizada de Pixar. A empresa foi à responsável por sucessos do cinema como "Toy Story" e "Carros", e hoje é outro gigante global (onde este cara passa chove dinheiro...).

Em 1997, a Apple, em crise, comprou a empresa de computação criada por Jobs, a NeXT, e trouxe o fundador de volta. Desde então, construiu-se o mito de que Jobs era a força criativa e o salvador da Apple, uma empresa que é vista quase como uma religião por seus fãs-consumidores (novamente olá shadow).

Em uma de suas primeiras atitudes de volta ao comando da companhia, Jobs fechou uma parceria com a eterna rival Microsoft, decisão que deixou usuários da marca questionando se haveria futuro para a Apple.

Mas Jobs ignorou os de visão curta, pensando em muito mais do que computadores pessoais. Após investir em design e reformular a linha Macintosh, a Apple encontrou ouro no setor de aparelhos portáteis de música. O iPod, que chegou ao mercado em 2001, revolucionou o mercado musical, afundando a venda de CDs e consolidando o MP3 e outros formatos digitais como o futuro da mídia. Muitos outros lançamentos em formatos inovadores alem de inovações para coisas antigas (como o Macbook Air), consolidou novamente a Apple como líder de mercado.






Com o iPhone, em 2007, e o iPad, em 2010, mais duas mudanças significativas no paradigma de como as pessoas se relacionam com informações. O sucesso comercial absoluto dos dois produtos levaria a Apple a posto de maior empresa de tecnologia do mundo, superando no caminho a IBM - grupo que Jobs desprezava desde os tempos de faculdade - e a Microsoft, do rival - mas parceiro - Bill Gates.

Quem acompanha a cena digital sabe que sem Jobs perderemos cenas mágicas como a entrevista em conjunto com Bill Gates, ou o lançamento do revolucionário iPad. Mas não se preocupem tanto. Steve Jobs ainda será o diretor do conselho da Apple e se ofereceu para ser apenas mais um “Funcionário”. Assim desejo que este gênio ainda tenha uma longa vida para trazer muito mais conhecimento e tecnologia a nós.

Abaixo está a carta divulgada na quarta-feira, 24/08/2011, onde Jobs relata sobre sua saída:

"Ao Conselho de Administração e à comunidade da Apple
Eu sempre afirmei que se chegasse o dia em que eu não fosse mais capaz de cumprir minhas obrigações e expectativas como CEO da Apple, eu seria o primeiro a informá-los disso. Infelizmente, este dia chegou.
Neste momento eu abdico do cargo de CEO da Apple. Eu gostaria de servir, se o conselho assim achar compatível, como presidente do conselho, diretor e empregado da Apple.
Em relação ao meu sucessor, eu recomendo fortemente que nós executemos nosso plano de sucessão e que Tim Cook seja nomeado CEO da Apple.
Acredito que os dias mais inovadores e brilhantes da Apple estão adiante. E espero assistir e contribuir para este sucesso em uma nova função.
Fiz alguns dos melhores amigos da minha vida na Apple, e agradeço a todos vocês pelos muitos anos conseguindo trabalhar ao seu lado.
Steve"

Enfim, Se você é como eu , um fã de tecnologia, deve estar sentindo que realmente é uma pena não termos mais Steve Jobs na linha de frente da Apple.

Sem mais.





Sai De Cena Um Monstro Da Informatica Sai De Cena Um Monstro Da Informatica Reviewed by Vileblade on 1.9.11 Rating: 5

Um comentário