Hidromel A bebida dos Deuses

Olá, como o querido Vileblade tinha me sugerido algumas mudanças nas Tags, venho estrear a Cantina, com uma receita de Hidromel, qual nerd nunca quis beber essa bebida tão famigerada nas historias... mas, antes um pouco de Conhecimento


Hidromel é uma bebida alcoólica fermentada à base de mel e água, a proporção da produção é de uma parte de mel e duas de água. Consumida desde a antiguidade, sua fabricação é anterior à do vinho e seguramente à da cerveja.
O hidromel é obtido pela transformação dos açúcares do mel em álcool, assim, é impropriamente chamado de vinho de mel, pois “vinho” é um termo consagrado universalmente ao produto da fermentação da uva.

O mel quando colhido “maduro”, ou seja, quando extraído de favos que foram completamente operculados, pelas abelhas, tem um teor de umidade por volta de 20%. Sob esta proporção de água dificilmente é fermentado. Se o teor de umidade aumentar em 2%, pode iniciar uma fermentação. Os fermentos que estão presentes no ar no pólen e no próprio mel, podem começar a se multiplicar e transformarem os açúcares do mel em álcool.
A técnica de fabricação do hidromel consiste em facilitar ao máximo a ação destes maravilhosos cogumelos microscópicos (saccharomyces cerevisiae)



Para uma fermentação completa e que confira um teor alcoólico desejado de 12%, deve se inverter as proporções mel/água. Ou seja: 80% de água e 20% de mel, além de aportar a esta mistura o fermento apropriado bem como os necessários sais nutrientes para o seu bom desenvolvimento e reprodução.
O fermento como toda criatura vivente necessita de oxigênio. Primeiramente o retira do ar que se encontra dissolvido na mistura de mel e água (mosto). Quando gasta todo este oxigênio que estava presente no mosto, passa então a resistir à sufocação retirando o oxigênio das moléculas de açúcar. Acontece uma reação química:
C6 H12 O6 = 2CO2 + 2C2 H5 OH
Transformando o açúcar em gás carbônico e álcool. Na verdade são produzidas inúmeras outras substâncias, como ácido succínio, glicerinas e etc.
Assim a produção do hidromel é anaeróbica, tem que se desenvolver com a ausência do oxigênio livre, obrigando ao fermento retirar seu oxigênio da molécula de açúcar. É sempre mais fácil para o fermento, respirar o oxigênio dissolvido no mosto, tal como um peixe que retira o oxigênio dissolvido n’água. Mas quando o fermento respira oxigênio dissolvido no mosto, ele se reproduz, mas não fabrica álcool apenas gás carbônico.
O mel é pobre em proteínas e estas estão diretamente relacionadas com a quantidade de sais minerais nos alimentos, desta forma, o mel não é capaz de suprir todos os sais minerais que os fermentos necessitam para o seu desenvolvimento. Daí a necessidade de se adicionar sucos de frutas (melomel) ou sais minerais ao mosto para a boa fermentação.

Os fermentos analisados quimicamente demonstram que são constituídos de nitrogênio, potássio, sódio, cálcio, magnésio, ácido fosfórico, ácido sulfúrico, ácido silícico, cloro, etc., em proporções bem determinadas, daí a necessidade de na falta ou escassez acrescentar sais nutritivos.
Na Grécia clássica se chamava “melikraton” e pelos romanos era conhecida pelo nome “agua mulsum”, ainda que esta possa ser uma variante feita com vinho de uva adocicado com mel.
Existia a tradição de que os casais recém casados deveriam consumir esta beberagem durante o primeiro ciclo lunar após as bodas para nascer um filho varão. Daí surgiu à tradição atual da “lua de mel”,

Receitas


Hidromel Original
Ingredientes:

  • 2 kg de mel novo
  • 50l de água
  • 1 punhado de alecrim
  • 1 punhado de tomilho
  • 1 punhado de louro
  • 1 punhado de roseira brava
  • 2 ou 3 punhados de malte moído tostadas com levedura
  • 45g de cravos
  • 45g de noz-moscada
  • 45g de macis 


Procedimento:
Ferva o mel novo na água. Coe bem. Acrescente os punhados de alecrim, tomilho, louro e roseira brava. Ferva a mistura por uma hora, pondo-a em seguida num tonel com o malte moído. Mexa até estar tépido e coe num pano passado para outro tonel.
Espalhe um pouco de tostadas com levedura e despeje o líquido. Quando o hidromel estiver coberto de levedura, despeje em uma pipa. Amarre os cravos, os macis e a noz-moscada num saco e pendure na pipa. Feche a pipa por seis meses e engarrafe. Certifique-se de que todos os recipientes foram esterilizados antes do uso.

Hidromel Rápido  Para 2 Litros
Ingredientes:

  • 1.2 kg de mel; 
  • 2.5 l de agua mineral; 
  • 2 c. de café de levedura de cerveja ou de padeiro; ou 
  • 1/2 c de café de gengibre em pó;
  • 1/2 c de café de pimenta;
  • 1/2 c de café de cardamomo em pó; 
  • 4 cravos-da-índia moídos; 



Procedimento:

No recipiente ferva o mel até ficar liquido e escoe-o.
Acrescente a água quente, diluí-lo bem e ferver outra vez até ele reduzir um quarto.
Quando estiver verta o todo para um jarro até ele ficar morno e acrescente a levedura tendo o cuidado de misturar bem. Meta todas as especiarias dentro de um saquinho de linho bem atado e largue-o dentro do jarro e cubra-o com um pano.
Meta em cima do radiador mesmo na cozinha, mas tenha o cuidado de por de baixo do jarro um prato fundo para o caso de vir por fora. Ao fim de 2, 3 dias engarrafar e deixar em local fresco e escuro. Lembre-se que quanto mais tempo mais ele fica apurado.


Espero que tenham gostado!!!
Hidromel A bebida dos Deuses Hidromel A bebida dos Deuses Reviewed by SiriosCh on 21.9.10 Rating: 5

3 comentários