[PRIDE OF UNDERGROUND] - Sayonara, Gangsters (Genichiro Takahashi)



Existem diversos tipos de literatura, a romântica, a dramática, a de terror, a cômica, a política e muitas outras. Para arquitetação do livro também maioria delas seguem um padrão de 'começo, meio e fim'. Nem todos os livros tem o mesmo 'script' a se seguir e o livro que irei falar hoje é completamente o oposto disso.
No meio dos gêneros literários (assim como cinematográficos e cênicos) existe o 'non-sense', claro, há eufemismos para classifica-los mas não podemos negar que uma obra louca ou praticamente incompreensivel e ausente de coerência não seja non-sense. Esse gênero anda lado a lado com o surrealismo, dadaismo e outras classes.

'Sayonara Gangsters', escrito em 1982 pelo Japonês Genichiro Takahashi e publicado no Brasil pela Ediouro é basicamente uma aula sobre surrealismo e subliminariedade, pelo menos das partes que são compreensivas.
O livro é basicamente sobre um japão com um novo sistema político e econômico. O país se enfestado e abominado por um grupo de Gangsters que são basicamente os que conhecemos hoje, apenas um pouquinho mais sádicos. No meio da drama estão: 'Sayonara, Gangsters', nosso personagem principal, um cara comum como qualquer outro que não tem um nome verdade e, se o possuia não se lembra; "Song Book" sua namorada com um passado sombrio e 'Henrique IV', o gato intelectual de 'Song Book' que é viciado em literatura e cocktails de leite com vodka.
'Sayonara, Gangsters' encontra pela primeira vez 'Song, Book' na beira de um riacho em um edifício fazendo um belo piquenique com seu gato 'Henrique IV' e não consegue repreender o impulso de conversar com ela (e com o gato), em breves momentos estão juntos e quase que mais rápido ainda estão morando juntos. Vive a vida conjugal com 'Song Book' e lê todas as noites para 'Henrique IV' algumas histórias. Dividindo sua vida entre trabalho e lazer, sua vida é completamente mudada definitivamente quando são visitados pelos Gangsters que tem um propósito doentio, um principio bizarro e uma proposta mais bizarra ainda. com revelações cruéis e um desfecho inacreditável.
Pela descrição dos personagens já pode parecer estranho, mas isso é apenas o começo.
1 - As pessoas não tem mais nomes nessa 'sociedade atual' pelo fato delas não gostarem ou não quererem, os pais dessa vanguarda por sua vez não vêem necessidade de definir o que o filho é ou o que ele será pelo resto da vida, portanto o deixam para decidir o que ele quer ser. Ainda há pessoas que nomeiam os poucos filhos, mas são muito poucos.
2 - Existe um controle no Japão dessa época na qual eles controlam quais pessoas irão viver e quais irão morrer, em especifico as crianças. Quando chega a hora da criança morrer, os pais recebem uma carta do governo indicando o lugar e o horário que o maior e a criança devem comparecer.
3 - Os gangster são como terroristas da nova época, híbridos de Highlanders e zumbis. A única forma de mata-los é cortando ou ferindo a cabeça deles.
Os por demais fatos bizarros do livro são peculiaridades dos personagens, como por exemplo o trabalho de 'Sayonara, Gangsters' ele trabalha em uma escola ensinando poesia a quem quiser compreender, seja isso como evolução intelectual da pessoa como para ela se encontrar ou, principalmente, encontrar palavras para descrever algo. Nessa classe aparecem alguns alunos especiais, como uma mulher com um monstro invisível numa gaiola que quer aprender poesia para descreve-lo ao mundo, apenas ela vê o monstros; Uma garota que tenta pelos meios da poesia entender uma chamada misteriosa que ela recebe constantemente em seu telefone; Um alienígena que tenta compreender os modos humanos de viver e principalmente Virgílio, saudoso escritor de Eneida, criação épica que influenciou quase todo o globo e também fiel tutor de Dante Alighieri a enfrentar os quatro estágios do pós vida para encontrar sua amada Beatriz. Em uma bebedeira com seus amigos escritores e filósofos entrou em um livro de Kafka e subitamente, ao acordar, se viu transformado em um refrigerador elétrico, e assim ele vai a aula de poesia de 'Sayonara, gangsters' para tentar compreender o mistério que o transformou em tal criatura.
Podemos citar também o amigo de escola de 'Sayonara, Gangsters' que sonhava em se tornar um corredor por ficar parado no corredor da escola initerruptamente ao ponto se fundir a ele.
Para tentarmos compreende ruma base, vamos a história do escritor: Genichiro Takahashi tentou a faculdade mas desistiu no meio para se envolver em movimentos políticos contrários ao governo, conseguindo assim um passaporte para prisão onde ficou por vários anos. Essa visão não satisfeita com o governo e o sistema japonês já lhe rendeu diversas obras (com nomes bem curiosos, vale citar 'John Lennon contra os marcianos')

Conclusão:
Nada é tão estranho ao ponto de ser completamente incompreesível por meios metafóricos. Vale lembrar que a própria realidade em si é completamente irracional e sem um padrão definido, sem um significado. Nós não entendemos o porque de estarmos aqui, porque aquilo se chama aquilo, porque as coisas são assim, porque não podemos fazer isso, porque foram instituídas essas leis, porque as pessoas agem de determinada forma.
Cada um obviamente tem sua visão, filósofos criam seu tentam desvendar esses enigmas criando seu mundo utópico mas ainda ficamos sem uma resposta sem compreensivel pois a verdadeira irrealidade dos fatos está bem na nossa frente, ao nosso redor, no ar que respiramos.
Penando dessa forma, o livro não é tão estranho (ah, a quem estou querendo enganar, é sim)
Não é um livro para qualquer pessoa, admito. Mas a partir do momento em que se encontra no meio da leitura, principalmente pela segunda vez, as coisas começam, subliminarmente, a fazer sentido e no meio desse mundo surreal as coisas se tornam formas e se fazem visíveis, quase compreensiveis.
Não é fácil definir o que esse livro é, e como o 'prefácio' da edição brasileira diz: '(...) eles perguntam sobre o que é ou qual é o 'estilo'. E aí tudo o que eu posso dizer é 'leiam'. Com certeza é um livro engraçado. E belo. E um pouco maluco também. E assustador. E de partir o coração. Mas todas essas palavras perdem o sentido diante do livro. Então Leiam.'

Nota pessoal: 9.0
[PRIDE OF UNDERGROUND] - Sayonara, Gangsters (Genichiro Takahashi) [PRIDE OF UNDERGROUND] - Sayonara, Gangsters (Genichiro Takahashi) Reviewed by MISS. Sargleben! on 26.9.10 Rating: 5

2 comentários

  1. Livro forte, de cunho social, aquele tipo de leitura, assim como death note, não recomendada para os ignorantes, e esse em especial não recomendado para a maioria que não enxerga a mensagem que é passada. Não recomendada a leitura noturna para não dormir pensando na loucura que se passa ai...

    ResponderExcluir