VoZ Em FúRia: Por que não deixar as coisas para o futuro?


E lá vem o Eric Silva falar de tempo de novo: Verdade povo, o tempo está sempre em nossas vidas e ultimamente na minha mente paranóica estou refletindo sobre ele. Agora o momento é do futuro, mas lembre-se, talvez o futuro nunca possa existir.

Sempre tive conversas nas rodas de amigos mais chegados sobre a questão de futuro, planejamento de vida e sempre tive um pensamento muito rígido quanto há isso, por esse motivo entre outros a ideia de trazer em texto para gerar um debate sobre esse tema.

A ideia que mais me incomoda é da vida ditada pelo tempo e planos futuros, não digo de coisas como se programar e acordar amanhã ás 6h30, são questões mais profundas que criam uma expectativa e consequentemente uma obrigação de outros e de você sobre si mesmo.

Este assunto já é contraditório por ele mesmo, planejamos coisas para o futuro para garantir uma “boa vida”, objetivos pessoais, obrigações impostas por terceiros entre outros motivos, mas meu maior indagamento é:

Beleza, você planejou tudo e deseja que saia exatamente da forma que foi tudo racionalizado, mas e o acaso? Não temos como prevê-lo, sendo que ele está presente sempre no nosso viver e vejo que o acaso, o inesperado que dá graça a tudo isso.

Os tempos modernos nos adequaram tanto a planejar nossas vidas que deixamos de viver, que é exatamente aproveitar esses acontecimentos repentinos e reagirmos a eles de forma natural, sem se preocupar tanto com o que pode acontecer, ou se está fora do padrão, do rotineiro.

As nossas vidas estão mecanizadas e nossas ações robotizadas, o nosso querer é deixado sempre de lado para um futuro incerto e que sempre é visto de maneira salvadora, porque nele vamos fazer diferente e realizar nossas vontades, porque no momento não é possível, não está na hora ainda, a minha programação de vida não permite eu realizar o que quero de verdade.

Esse pensamento do nosso tempo limita totalmente o ser humano e diminui muito nossas capacidades mentais e físicas. Com certeza é mais fácil ficarmos estabelecendo metas diárias e a longo prazo também, essa forma de viver é comoda e perfeitamente do jeito que fomos educados tanto na escola quanto em casa.

O complicado é visualizar e reconhecer que vivemos dessa forma, sempre pensando futuramente e nunca vivendo o agora, o que não esperamos e principalmente admitir que este modo de viver e é limitado e um desperdício de energia que podíamos estar gastando com nossas vontades reais, esquecendo do futuro e pensando no agora, não deixando oportunidades que podemos fazer no presente para um futuro que talvez nem exista.

Tudo que é planejado nos dá mais segurança isso é um fato, só que quando a surpresa vem e quebra a ordem cronológica destruindo o que programamos nos gera um sentir de decepção, que falhamos e fracassamos na nossa missão pragmática e o errado está exatamente aí.

Temos que encarar o acaso com naturalidade e jogá-lo ao nosso favor sem ficar descontentes com a mudança de planos inesperada, a pessoa que vive de verdade e não apenas existe no nosso mundo tenta se adaptar as diversas situações que surgem, PORRA fomos feitos para isso, pensamos para lidar com coisas que acontecem e não apenas com nossos planos futuros, temos que estar preparados para o agora.

Não to aqui defendendo a falta plena de se planejar para o futuro, estou defendendo a ideia de que você pode morrer a qualquer momento e de que deixar as coisas que realmente importam para o futuro não é o mais sábio a se fazer.

Vejo que temos que ir além do comum que é tratar o futuro como uma certeza, deixando de stand by o presente e deixando nossa vida passar sem fazer nada.

Ir além de nós, ir além da mesmice de nossas vidas é fazer no agora e deixar o futuro em seu lugar, devemos mudar a lógica que fomos moldados desde que nascemos, transformando o momento atual em prioridade e não o que pode vir adiante.

Procuramos simplificar a vida para criar a falsa ilusão que estamos finalmente salvos do que o mundo possa nos apresentar, mas tornar sua vida em uma programação de TV nunca vai garantir essa segurança.

O acaso é mais forte que tudo isso e sempre pode acontecer, a qualquer instante, portanto não espere o futuro para viver, viva agora porque a cada segundo que se passa o fim está mais próximo.
VoZ Em FúRia: Por que não deixar as coisas para o futuro? VoZ Em FúRia: Por que não deixar as coisas para o futuro? Reviewed by #Eric Silva# on 26.3.11 Rating: 5

2 comentários

  1. eric, sua postagem é exatamente o que ocorre em minha vida, bem como a maioria das outras, sempre paro para ler suas postagens, mesmo tendo que sair do "programa".
    O que disse é a pura verdade, mas infelizmente é quase impossivel se dar bem na vida sem ter que se programar mais adiante, pois tenho memso em minha familia varios exemplos disso...

    ResponderExcluir
  2. O maior problema é isso mesmo, o que é se dar "bem" na vida!

    ResponderExcluir