Old Dragon Day 2017

Todo ano a editora Redbox promove o Old Dragon Day, disponibilizando uma aventura pronta exclusiva para o sistema, incluindo fichas e outras coisas, a data marcada para esse ano era 19/11, então decidi que nesse ano não deixaria ela passar em branco e organizei uma jogatina com os amigos para o dia. Vou descrever como foi a minha experiência e um pouco das dele (e me desculpem o delay).


Primeiramente li toda a aventura, que nesse ano foi a Caçada nas Terras Gélidas, separei algumas coisas, escrevi as descrições que recitaria para os jogadores (venho adotando esse formato menos improvisado). Como adoro fazer os props (vide meu texto de DIY) peguei as imagens dos inimigos e dos heróis e fiz as miniaturas. Também peguei o mapa disponibilizado pelo Conclave da Aventura , imprimi e ajeitei do jeito que vem funcionando nas minhas mesas de D&D. Para finalizar imprimi as fichas para os jogadores e tinha tudo preparado para jogar, ou quase ... faltava fechar o grupo.
​​


Inicialmente tentei montar um grupo com amigos que não jogo muito (incluindo um que nunca tinha jogado), mas acabei completando com a galera carimbada. O novato era o Rafael (vulgo Rafilsky) que escolheu jogar com a Ladina/ Feiticeira Ingrith, já o Victor (Rodrigues) pegou para combar a anã Cleriga Sorya (ele era o único na mesa que realmente dominava o Sistema), Cláudio (KK) preferiu algo mais tank e foi de Galdar o homem de armas anão, outro Homem de Armas (ou mulher de Armas) foi Hyrda, escolhida pelo Guilherme (Passarinho) e para fechar essa linha de frente, o Diego (Maguila) pegou Joran, também homem de armas, pelo seu estiloso Black Power.
​​


Antes de começar a aventura, pedi ao Victor dar aquela aula básica de Old Dragon para galera enquanto terminava de arrumar a mesa (fica aqui meus profundos agradecimentos a ele). Com todos mais familiarizados com sistema, comecei narrando o Background da aventura, está que foi bem escrita pela dupla Thiago Righetti e Dan Ramos, que decidi optar por uma abordagem mais direta, com mais narrações e menos interações com NPCs, para assim o jogo correr mais rápido e ir direto para a ação.

A aventura se passou nas terras gélidas de Norklúndia, onde os aventureiros teriam que encontrar seu mentor, após ele sumir deixando somente o nome de uma taverna como pista. Eles foram buscar mais informação nessa taverna, mas acabaram encontrando mais confusão quando um grupo de mercenários tentaram silenciar a dona da Taverna, esta que após ser salva pelos aventureiros revelou o paradeiro de Ryanon (o mentor dos heróis), ele foi levado por um grupo de indivíduos armados e um senhor que usava vestes de sacerdote até a Cripta dos Reis Infantes na encosta das montanhas.
​​


Para os aventureiros chegar até eles tiveram que enfrentar um bando de Orcs Brancos e sobreviver a subida traiçoeira das montanhas. Ao chegar ao topo da montanha nossos heróis ainda teriam que vencer a dungeon para resgatar Ryanon. A cripta é curta, mas cheia de desafios, como assassinos e mercenários querendo impedir que os heróis cheguem no Ossuário onde o Sacerdote Iskander estava pronto para sacrificar Ryanon, mas foi frustrado pelos jovens intrometidos (o seu cachorro estupido) e como um último recurso invocou uma manifestação em forma de uma serpente de ossos dos reis infantes.

A batalha foi difícil devido ao poder e resistência alta da manifestação, mas o Victor mostrou para o que veio e carregou o grupo no combate (mesmo sendo o clérigo). Após a batalha o sacerdote tinha sumido e o Ryanon despertado do transe, mas mesmo depois do reencontro feliz o mal estava a solto ainda e muito trabalho a ser feito, mas fica para outra vez, quem sabe.
​​


Eu pessoalmente gostei bastante da aventura, senti que tem uma boa distribuição de perigos, e bem capaz se tivesse mais tempo (Jogamos em torno de três horas e meia), poderia ser incluso mais aspectos de investigação e exploração. Os jogadores também se mostraram satisfeitos com as horas de diversão, um pouco ainda desconfortados pelas regras do Old Dragon, devido o costume com D&D 5th, mas para o Rafael que nunca tinha jogado ele gostou bastante e me pediu para assim que tiver outras mesas chamar ele. Acredito que vou reaproveitar essa aventura em possíveis eventos do Castelo (para que você saiba quando vai rolar curta nossa página no Facebook) e já estou esperando para aventura do ano que vem.


Old Dragon Day 2017 Old Dragon Day 2017 Reviewed by SiriosCh on 21.12.17 Rating: 5

Nenhum comentário